Como é feito o exame de Audiometria?

Quando possivelmente há um problema de audição, o primeiro exame indicado é o de audimetria. Podem solicitar este tipo de análise os médicos das especialidades de otorrino ou cirurgião de cabeça e pescoço e eventualmente os neurologistas. Este é o principal exame para detectar perda auditiva e considerado um dos mais preciso, com maquinários cada vez mais aprimorados no mercado.

como funciona o exame de audimetria




O exame é realizado por um fonoudiólogo porque ele é o capaz de identificar os sinais de perda de audição pelos resultados. A perda auditiva nada mais é que a perda da capacidade de ouvir, que pode acontecer por diversos motivos como inflamações, o avanço da idade, inflamação ou traumas no tímpano, dentre outros problemas. Alguns tumores em nervos da região também podem causar o problema, bem como ser sintoma de outra doença sem relação aparente relacionada com o canal auditivo. Você sabia que até mesmo a gripe pode deixar sequelas na audição? Por isso em qualquer suspeita de surdez um médico deve ser procurado.

Há dois tipos de exame de audimetria: tonal e vocal. O tonal tem como foco analisar a capacidade do ouvido de detectar os sons do ambiente dos mais diversos tipos. O vocal analisa a capacidade do ouvido de detectar a voz humana e compreensão. Ambos são feitos em laboratório e com acompanhamento de um profissional, com análise de resultados pelo médico.


O corpo humano fala de diversas formas e envia mensagens que sua audição está alterada ou não. Se há sintomas de surdes, você já não consegue ouvir como antes e até mesmo uma dor constante, o indicado é procurar um otorrino o mais breve possível. Uma perda de audição gradual acima dos 70 anos é normal, mas antes disso pode ser indicado ir ao médico para sinais de possíveis surdez. Ir ao otorrino regularmente para um exame de rotina é sempre a melhor forma de prevenir problemas de saúde com a audição, um dos sentidos de extrema importância.

O exame de audimetria passo a passo

O exame de audimetria tonal não exige preparação antecipada, basta ir na clínica em dia e horário marcado usando qualquer roupa. Não necessita de jejum e o exame é bem simples. O paciente será direcionado até uma sala onde colocará fones de ouvido e um sensor na mão para usar durante o exame, que pode durar entre 40 minutos e 50 minutos. 

Durante o exame o paciente vai ouvir sons de duração curta e diferente intensidades e deve responder apertando o sensor quando os ouvir. Eles podem ser mais fracos e fortes e devem ser marcados quando ouvidos. A proposta é o paciente prestar bastante atenção aos sons para marcar correto ou o resultado será falso.

O resultado é medido em decibéis se você está ouvindo bem ou não com sons emitidos em uma escala de -10 a 120 decibéis. Os resultados são: 

  • Abaixo de 25 decibéis – audição normal
  • 26 a 40 decibéis – o paciente possui uma perda auditiva leve
  • 41 a 55 decibéis – perda auditiva moderada
  • 56 a 70 decibéis – perda auditiva já considerada severa
  • 71 a 90 decibéis – perda auditiva severa
  • Acima de 90 decibéis – perda auditiva profunda

Um comentário

  1. Oi tudo bem ? Eu sou surda…

    A minha mãe quero fazer um audiometria e fez bilhete q ela é mesmo surda .

Deixe um comentário