Exames para detectar tuberculose

A tuberculose é uma das doenças consideradas comuns no mundo, mesmo sendo assustadora por causa dos sintomas e seu alto número de mortes. É causada pelas bactérias Mycobacterium tuberculosis ou Bacilo de Koch (BK) e atinge diretamente o sistema respiratório e se instala nos pulmões, mas pode também se instalar em outras partes do corpo como ossos, meninges e rins. 

exames-para-tuberculose




Contaminação – a doença tem seu contágio em contato direto de pessoa para pessoa através da respiração, quando tossimos ou espirramos, por isso muitas pessoas em um mesmo local contaminadas podem causar uma disseminação rápida. E como estar próximo de pessoas tossindo ou espirrando é muito comum, não há como prevenir o contágio, o doente é que tem que se isolar para evitar contaminar mais pessoas. 

Sintomas – infelizmente os sintomas da tuberculose são comuns a outras doenças e podem ser ignorados não apenas por meses, mas por anos. A tosse prolongada é um dos mais comuns, mas os doentes também podem sentir cansaço físico, febres diárias no final da tarde, pele pálida, ausência de apetite, perda de peso, dentre outros. Nos casos mais graves há a dificuldade de respirar, eliminação de sangue e pus na pleura. Os sintomas podem parecer com uma gripe, em especial pela tosse e cansaço e má disposição, mas se não vão embora, um médico deve ser consultado o mais breve possível. Na tuberculose não há coriza como na gripe.


Quais os exames para detectar tuberculose?

Um dos métodos mais comuns de exames para detectar tuberculose é o exame do escarro ou baciloscopia, onde a secreção será analisada para  presença de Mycrobacterium tuberculosis. Quando estamos tratando da tuberculose pulmonar ela pode ser vista em uma radiografia de tórax. Os exames são receitados pelo médico quando o quadro sintomático é comum à doença e não como exame de rotina. O diagnóstico da doença sai em média em duas horas depois e pode ser feito em alguns hospitais em casos de emergência.

Tratamento para a tuberculose

A doença não irá embora sozinha, é necessário tratamento constante  com o uso de medicamentos, sendo o mais comum o Bromidrato de Fenoterol. O médico é o único responsável por receitar o remédio e deve ser ingerido na dosagem indicada. Em caso de dificuldade para respirar ou estado grave do paciente, uma internação deve ser indicada. Uma das formas de prevenir a tuberculose é com a vacina BCG, mas nem todos podem tomar. Portadores vírus do HIV e com imunidade extremamente baixa não podem receber a vacina. O sistema público de saúde já possui exames gratuitos e com diagnóstico rápido para evitar o rápido contágio da doença. 

Acho que tenho tuberculose. E agora?

Se você tem algum dos sintomas descritos acima deve procurar um médico o mais rápido possível. É importante evitar tossir perto das pessoas e se possível dormir isolado por alguns dias e aguardar o resultado dos exames evitando aglomerações para não contaminar outras pessoas. Fique longe de recém nascidos e pessoas doenças, com sistema imunológico fraco que podem desenvolver o quadro mais grave da doença. 


Deixe um comentário