Qual o exame para endometriose?

Endometriose é uma doença surgida quando os tecidos do endométrio crescem em outros locais que não deveriam. O seu local correto é revestir o interior do útero, mas quando a doença existe ele pode ser encontrado na bexiga, trompas, ovários e intestinos. O problema tem tratamento e cura e alguns exames para endometriose são necessários para saber se você tem o problema ou não. 

exames-para-endometriose




O que é endometriose? – Não se sabe porque o problema surge, mas algumas mulheres durante o período de menstruação liberam o tecido para outros órgãos de forma errada junto com o fluxo menstrual. Todos os ciclos o tecido do endométrio fica mais grosso para esperar o óvulo fecundado. Quando não acontece o tecido é expelido e dá inicio a menstruação, sangramento ao final de 21 dias de ciclo de fertilidade feminino. Quando esse tecido é descartado de forma errada é que surge a endometriose

Você pode nunca ter ouvido falar da doença, mas ela é mais do que comum. Pode surgir desde a sua primeira menstruação e ficar durante toda a vida fértil até a menopausa, mas receber o diagnóstico apenas próximo aos 30 anos, quando fica mais aparente. Estima-se que mais de seis milhões de mulheres sofram com o problema e não saibam. 

Sintomas da endometriose – os sintomas mais comuns são cólicas menstruais intensas, cólicas pré menstruação, dor durante a relação sexual, desregulagem na urina e fezes durante a menstruação, cansaço ou fadiga, dificuldade de engravidar ou infertilidade.


O exame para endometriose

O médico responsável por dar um diagnóstico de endometriose é o ginecologista, especializado no órgão reprodutor da mulher. Um exame físico feito em consultório com o toque vaginal o primeiro passo para endometriose profunda, simples de fazer com a mulher deitada na maca do consultório e com as pernas abertas e devidamente posicionadas no aparelho. Com o toque o médico consegue sentir o volume uterino, a profundidade, possíveis nódulos no canal uterino e a posição do útero e sua mobilidade. 

Outro possível exame é o ultrassom transvaginal realizado em laboratório especializado por um médico para avaliar por meio de aparelhagem tanto o útero como o cólon e o canal uterino, se há lesões e outros tipos de informações visuais que identifiquem o problema. Este é um dos melhores métodos quando há o envolvimento intestinal e seu comprometimento pela melhor visualização, em especial quando há sintomas de problemas de defecar ou defecagem desregular durante a menstruação. O preparo para este exame é realizado no dia anterior eliminando fezes e gases para poder visualizar melhor a região retrocervical e o septo retovaginal.

Em casos mais difíceis podem ser solicitadas uma ressonância nuclear magnética da pelve para conseguir avaliar a textura da pelve e observar locais não acessíveis com a ultrassom. Já o exame de eco-colonoscopia é o mais indicado quando há sintomas envolvendo o intestino, para saber se há problemas mais sérios ou os sintomas batem com a doença mas não se conseguiu dar um diagnóstico com os exames anteriores. Os resultados podem sair no mesmo dia ou em até 48 horas.


Deixe um comentário